Notícias

Em seminário, Presidente da OAB/MS reafirma a luta pela igualdade das pessoas com deficiência

Data:

Ao discursar na abertura do Seminário “Rompendo as barreiras do preconceito e da discriminação”, o Presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Mato Grosso do Sul, Mansour Elias Karmouche, reafirmou a luta da instituição pelos direitos e igualdade das pessoas com deficiência. O evento foi realizado nesta quinta-feira (9), no auditório da Seccional, e contou com audiodescrição aos participantes cegos e intérprete de libras aos surdos.

Participaram da mesa de honra também a Presidente da Comissão dos Direitos das Pessoas com deficiência e da Acessibilidade, Rita Luz; a membro da Comissão Lilian Veronesi; a Secretaria-Especial de Cidadania de Mato Grosso do Sul, Luciana Azambuja Roca; o Consultor Jurídico da Advocacia-Geral da União (AGU), Olavo da Silva Oliveira, e a Vice-Presidente da Associação de Pais e Responsáveis Organizados pelos direitos das pessoas com Transtorno do Espectro Autista (Prodtea), Naína Dibo.

Ao fazer o uso da palavra, o Presidente da Ordem agradeceu à presidente da comissão, Rita Luz, por ter proporcionado a oportunidade de apresentar reflexões e, com isso, mudar o pensamento da sociedade. Além disso, defendeu a importância de continuar a luta pela igualdade. “Temos a satisfação de trazer hoje a debate esse relevante tema. A nossa instituição cumpre com o seu papel que é fazer a defesa deste segmento importante da sociedade, daquelas pessoas que precisam ter voz e vez nos lugares onde não têm. Que a gente possa atender a todas as demandas para que no futuro, não tão longe, todas as pessoas sejam incluídas em tudo o que a sociedade proporciona”, destacou.

Na sequência, Rita Luz disse ser “um privilégio poder falar sobre as pessoas com deficiência e que muito sofrem pela desigualdade e até mesmo desprezo do Poder Público”.

Também compondo a mesa e representando o Governo do Estado de MS, Luciana Azambuja afirmou sobre a necessidade de políticas públicas para a garantia da defesa das pessoas com deficiência. “Em Mato Grosso do Sul cerca de 21,5% da população ouvidas pelo Censo de 2010 apresentam algum tipo de deficiência. Isso não é pouco. Porque essas pessoas não têm visibilidade e o protagonismo de todos os cidadãos? Pensando em desafios como esse é que a nossa gestão começou neste ano a Subsecretaria de Políticas Públicas para as pessoas com deficiência”.

A Vice-Presidente da Associação de Pais e Responsáveis Organizados pelos direitos das pessoas com Transtorno do Espectro Autista (Prodtea), Naína Dibo, citou que “a cada 40 crianças que nascem atualmente, uma tem autismo, e que a atuação da OAB/MS para essas famílias, que enfrentam barreiras, dificuldades de inclusão e o preconceito, é fundamental”.

Debatendo o assunto

Compuseram a mesa para apresentar o tema a Advogada, militante na causa da pessoa com deficiência, Priscilla Selares; a Procuradora da AGU, Gerusa Gabriela Ferreira; a Auxiliar de Comunicação da Cassems, Sara Santos, e o Presidente da Comissão Especial dos Direitos da Pessoa com Deficiência do Conselho Federal da OAB, Joelson Costa Dias.

Entre os assuntos abordados, esteve a inclusão das pessoas com deficiência no mercado de trabalho. “Percebemos que temos muito o que aprimorar, não temos política pública específica, não temos o poder público preocupado em sistematizar a inclusão das pessoas com deficiência no mercado de trabalho e ao mesmo tempo precisamos trabalhar a sociedade de modo em geral e empresas para melhor receberem essas pessoas”, defendeu a militante Priscilla Selares.