Notícias

Gervásio Alves de Oliveira Júnior faz abertura de Palestra do Desembargador Alexandre Bastos

Data:

Nesta terça-feira (13), o Desembargador Alexandre Bastos proferiu palestra no auditório da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Mato Grosso do Sul (OAB/MS). O Vice-Presidente Gervásio Alves de Oliveira Júnior fez a abertura do evento, que faz parte da programação da ‘ESA no Mês da Advocacia’.

Gervásio saudou os componentes da mesa e cumprimentou o palestrante dizendo sobre a vasta experiência e conhecimento sobre o tema. Também destacou o trabalho que vem sendo realizado pela ESA/MS em prol do conhecimento de toda a classe sul-mato-grossense. “A nossa ESA/MS é a Escola da Advocacia que mais realiza cursos de atualização e palestras no país. Temos eventos quase todos os dias e todos eles, como o de hoje, são transmitidos ao vivo pelas redes sociais, permitindo que os advogados que não puderam estar presentes, também acompanhem essa importante palestra”, reconheceu.

O Vice-Presidente convidou o público para as solenidades em comemoração aos 40 anos da OAB/MS. Dia 29 no Palácio Popular da Cultura serão homenageadas autoridades públicas que contribuíram para a advocacia sul-mato-grossense e profissionais da área.

“Esse entusiasmo da advocacia sul-mato-grossense é o que nos impele a continuar esse esforço diuturno a melhorar as condições de trabalho, conhecimento, para permitir não somente que o advogado tenha sucesso na vida profissional, mas que a cidadania seja amplamente respeitada, protegida e o estado democrático de direito renovado e fortalecido a cada dia”, frisou.

Também participaram da mesa diretora da palestra o Presidente da Caixa de Assistência aos Advogados (CAAMS) José Armando Amado e o Secretário-Geral da Escola Superior da Advocacia (ESAMS) Leonardo Basmage Pinheiro.

O Desembargador Alexandre Bastos dividiu impressões do seu dia a dia para ajudar os novos advogados. Ele falou sobre “a importância dos sistemas de precedentes na regra processual para garantia da segurança e estabilidade jurídicas, otimização dos atos processais, duração razoável do processo e efetivação da jurisdição”.

Para Bastos, o advogado é o ator do processo. “Entendendo o sistema de precedentes, ele coopera com a Justiça. Alguns advogados têm dificuldades de entender isso, mas isso evita confusões na aplicação. Esse é o espírito da cooperação. Este entendimento representa um fator central para interpretar uma decisão judicial”.

O Desembargador ainda esclareceu sobre a importância de serem observadas súmulas, enunciados, ementas, orientação do plenário e órgão especial.