Notícias

Instalada Comissão de Direito Sistêmico e Métodos Consensuais na Subseção Dourados

Data:

Na segunda-feira (07) foi instaurada na Subseção de Dourados da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Mato Grosso do Sul (OAB/MS), a Comissão de Direito Sistêmico e Métodos Consensuais de Solução de Conflitos.

A Presidente será a Advogada Fabrícia Gonçalves; Vice-Presidente Siuvana Salomão; Secretária-Geral Aline Ramos Gonçalves Matheussi; Secretária-Adjunta Marli Oliveira e membros Ana Ferreira Cembranelli da Costa; Andréia Lazari; Thais Buttini; Riziane Guimarães Bezerra de Melo; Adriana Lazari; Genessi Grosbelli Irie; e Tania Teresinha Hartmann Jegorschki.

“Diante da beleza do trabalho que vem sendo desenvolvido nas OABs do país, especialmente na nossa Seccional, com o uso da abordagem das Constelações Familiares (Bert Hellinger), sentimos o desejo de estudar, divulgar e implantar esse conhecimento aqui em Dourados, tendo a felicidade de sermos a 2ª Comissão do Estado e 90ª no país”, explicou Fabrícia.

O Presidente da Subseção Dourados Alexandre Mantovani disse que é um importante passo a criação da Comissão na cidade. “É uma novidade no Estado essa criação em nível de Subseção, então estamos muito animados com os trabalhos. Temos uma série de eventos planejados. Entre eles, um curso com a Juíza da 1ª Vara de Família, Coordenadora do Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (CEJUSC) de Dourados Ana Carolina Farah Borges, para o próximo mês”.

A Presidente da Comissão de Direito Sistêmico da OAB/MS, Rita Maria de Andrade Rosa Almeida Silva disse que a criação da Comissão de Dourados, inédita no Estado, representa um desejo da classe no Interior. “Para nós é motivo de muita alegria expandir o trabalho da nossa Comissão porque mostra que os advogados estão olhando para essa nova forma de atuar no Direito, respeitando o Direito positivo, tradicional, mas trazendo novas ferramentas para a solução de conflitos. O Direito Sistêmico não veio para excluir o modelo preexistente, tampouco para enfraquecê-lo, veio em busca da humanização, pacificação, inclusão e solução. Dada a importância do profissional do Direito exerce na sociedade, é uma forma para atuar de uma forma mais abrangente, cooperativa e solucionadora”.