| | |
OABMS

Notícias

Sinalização visual, segurança e acessibilidade dão nova cara ao Complexo OAB/MS
Data: 18/07/2018
Um espaço para atender com qualidade toda advocacia e sociedade sul-mato-grossense. A Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Mato Grosso do Sul (OAB/MS), passou por reformas e ampliações que trouxeram uma melhor prestação de serviço para a Casa da Cidadania. 
 
Investimentos do Fundo de Integração e Desenvolvimento Assistencial dos Advogados (FIDA) e da OAB/MS impulsionaram a reestruturação do Complexo e com objetivo certo: melhor atendimento a classe dos advogados (as) e pessoas que precisam da entidade.

O Complexo OAB/MS, formado pelo tripé OAB/MS, Caixa de Assistência aos Advogados de MS (CAAMS) e Escola Superior da Advocacia, passou por reformas e ampliações nesses mais de dois anos de gestão desde o Hall de entrada até o estacionamento ao fundo da instituição. 
 
“Há anos, a advocacia sul-mato-grossense precisava de uma verdadeira Casa da Cidadania. Nós conseguimos materializar esse sonho. Graças à austeridade praticada por essa gestão conseguimos reordenar e readequar toda infraestrutura do prédio sede da Ordem, agora condizente a altura e a dignidade da advocacia. É importante destacar que essas obras estruturais, como sinalização visual, piso tátil, estacionamento, muro da saída da Rua Antônio Maria Coelho, essas obras melhoraram a acessibilidade e dinamizam os três blocos do Complexo da OAB, tanto a CAAMS, ESA, como OAB/MS”, enfatizou o Presidente da OAB/MS, Mansour Elias Karmouche.  
 
A OAB/MS recebeu novo Plenário para as Comissões, o plenário para as sessões do Conselho Estadual foi reestruturado, além da sinalização visual, com novas placas, passarelas, rampas de acesso, elevadores, corrimões, câmeras de segurança, entre outras. 
 
 
 
 
De acordo com o Presidente da CAAMS, Jose Armando Amado, obras como o novo estacionamento, que agora ligam os prédios OAB, CAAMS e ESA da entrada da Avenida Mato Grosso a Rua Antônio Maria Coelho, foram realizadas a partir de recursos do FIDA. “O Conselho Federal é responsável pelo Fundo de Integração e Desenvolvimento Assistencial dos Advogados, que distribuí os recursos de forma igualitária para todos os estados do país, ou seja, todas as obras feitas na Sede de Campo Grande e Subseções do Interior advêm de recursos do FIDA. Não é usado dinheiro do advogado de MS para essas obras, a não ser valores que vão para manutenção periódica, como poda de árvores e limpeza”. 
 
O Presidente da CAAMS ainda explicou que logo após a eleição da atual gestão, ele esteve em Brasília passando dias com o Presidente da Caixa do DF, Ricardo Perez, representante do Centro-Oeste que foi eleito Coordenador Nacional das Caixas de Assistência dos Advogados (CONCAD), para descobrir como que funcionava todos os setores, desde a busca pela verba até a materialização da obra. 

Como os recursos do FIDA são específicos para obras, a reforma no prédio da OAB/MS da Avenida Mato Grosso começou a ser pensada. “Resolvermos então investir nesse prédio que estava há 17 anos sem reformas. Assumimos a gestão com vários problemas, desde o plano de saúde até a infraestrutura, além de muitas dívidas. 
Começamos, então, a projetar o que seria feito no prédio. Nós entendemos que temos que trabalhar pelo sistema, por isso trabalhamos sempre junto, OAB, CAAMS e ESA juntos”, explicou José Armando. 

A primeira obra foi na entrada do prédio. “Primeira benfeitoria que nós fizemos foi iluminar nossas bandeiras e mostrar que somos a Casa da Cidadania. Na entrada, onde havia um pátio de terra no local das bandeiras, que quando chovia enchia de barro, virou um pátio com piso-grama, dois bancos e iluminação junto às bandeiras, dando uma beleza, principalmente à noite. A ESA também foi foco das nossas primeiras ações. Fizemos a rampa de acesso das salas ao estacionamento e a captação de água e canalização porque o sistema de água do teto caia na grama e sujava a entrada das salas”. 

Em 2016 ainda foram realizadas a pintura do Complexo, a colocação de pedra brita e criado o estacionamento para os diretores da CAAMS (que antigamente não havia), a passarela entre os blocos A, B e C (onde havia um trilheiro), troca dos pisos e gabinetes dentários, além da recuperação do Hotel de Trânsito, que teve o mobiliário trocado, reformas no local, no Salão de Festa e edícula do fundo, para que um funcionário pudesse morar e cuidar do prédio. 
 
 
 

No ano seguinte, a OAB recuperou o muro da Antonio Maria Coelho, fez os três portões e a calçada dentro do padrão, exigido pela Prefeitura. “Fizemos o estacionamento que liga os prédios da OAB/MS, ESA e OAB/MS, colocamos banco para as pessoas sentarem em volta da árvore que mantivemos com a placa de inauguração do estacionamento resolvendo o problema que tínhamos aqui de estacionamento, nós duplicamos a capacidade de estacionamento. As vagas também foram enumeradas de acordo com exigência da Prefeitura”, citou José Armando. 

O Hall de entrada da instituição ganhou um memorial em homenagem à criação da OAB/MS, com a ata de fundação. O protocolo também recebeu sala nova e a entrada ficou mais clara e espaçosa para quem procura a Casa da Cidadania. 
 
 

A ESA ganhou salas modernas, Wi-Fi, rampas de acesso, corredores e toldos até os banheiros, bebedouro, além de um redondo para a área em comum. A Biblioteca da ESA foi reformada e criada uma “Galeria Autoral” para os autores de Mato Grosso do Sul. 
 
 
 
 

“Estamos fazendo agora a revitalização do prédio, dos tijolinhos à vista, estamos trocando os que estão estragados, colocando novos, para depois lavar, secar e passar selante para protegê-los contra o tempo”, ainda comentou José Armando.

Em 2018, as obras não pararam. Foi feito o acesso de pedestre do ponto de ônibus a entrada principal da OAB, reformadas escadas e parapeitos, feita a iluminação na pedra de criação da OAB/MS e da fachada do prédio da OAB para quem passa na Avenida Mato Grosso. 
 

Acessibilidade
 

 
Uma das questões abordadas para a reforma do Complexo foi a acessibilidade. O prédio não era adaptado. O caminho de entrada ao prédio, que antes era de terra, agora são rampas de acesso, o que já ajuda as pessoas com deficiência. 

Mais que isso, quando o assunto é acessibilidade, o prédio foi readequado. Foram colocados dois elevadores para pessoas com deficiências, piso tátil em todo Complexo, pavimentação de concreto, além de estacionamento para cadeirantes e idosos, dentro dos padrões exigidos pela Lei da Acessibilidade.

“Nós não entendíamos como que é que a Casa da Cidadania não tinha acessibilidade para os advogados e pessoas com deficiência que transitam pelo prédio, sociedade em geral. A reforma e readequação dos prédios sempre foram pensadas levando em conta a acessibilidade”, enfatizou José Armando. 

As obras realizadas no Complexo OAB/MS resultam em uma melhor qualidade no atendimento, não apenas aos advogados sul-mato-grossenses, como a sociedade em geral. 
 
 
 
 
 
OUTRAS NOTÍCIAS
MÍDIAS SOCIAIS