| | |
OABMS

Notícias

Em solenidade, OAB/MS entrega carteira a 55 advogados e 5 estagiários
Data: 05/09/2018

Nesta quarta-feira (05), 55 Advogados e Advogadas e 5 estagiários receberam suas carteiras de identidade profissional da Ordem dos Advogados do Brasil. A cerimônia, conduzida pelo Presidente da Seccional de Mato Grosso do Sul, Mansour Elias Karmouche, foi realizada no Auditório da instituição.

Ao início da solenidade foi feito um minuto de silêncio pelo falecimento do Advogado Dartagnan Zanella Messias, ocorrido nesta madrugada. “Um grande colaborador da nossa Ordem dos Advogados do Brasil”, pontuou Mansour Karmouche.

“Não é fácil começar a advogar. Aqui é o pontapé inicial da carreira de vocês. A dica que eu dou a vocês é sair da zona de conforto. Lutar pela advocacia. É possível sim crescer e ser bem sucedido na advocacia, com respeito aos seus colegas. Então, frequentam esta Casa, a Casa da Advocacia. São mais de 70 Comissões de diversos assuntos. Contem como o nosso apoio”, disse a Presidente da Comissão da Jovem Advocacia, Janaina Pouso convidando os novos advogados e advogadas a participarem do Ciclo de Palestras “Saindo do Zero”, que acontece nesta quinta-feira na OAB/MS.

O Vice-Diretor da ESA, Marcelo Radaelli da Silva também convidou todos a frequentaram a Escola Superior de Advocacia. “Vocês são o presente e o futuro da advocacia. Vocês devem sempre buscar o aperfeiçoamento. A ESA auxilia vocês a dar essa sequência no aprendizado oferecendo cursos de diversos temas, entre eles gestão de escritório, por exemplo, com objetivo de ajudar vocês nesse começar a advogar. Sejam muito bem-vindos”.

“Nós, da Caixa de Assistência, estamos sempre de portas abertas a todos vocês. Nós oferecemos vários serviços a vocês advogados e familiares. Temos planos de saúde, serviços odontológicos, vacinação, farmácia, livraria, auxílio alimentação, entre outros”, citou a Vice-Presidente da CAAMS, Herthe Brito.

A Madrinha da Turma, Conselheira Estadual da OAB/MS e Defensora Pública Graziele Carra Dias destacou a importância da ocupação feminina na advocacia. “Fico feliz que hoje somos a maioria nesse auditório, não apenas nesta mesa formada eminentemente por mulheres, mas pelo número de inscritas, novas advogadas. Temos 36 mulheres aqui, ou seja, 64% dos que estão recebendo carteira hoje. [...] Nós estamos assim igualando essa desvantagem histórica”. Graziele ainda citou a “vitória do artigo 131 do Regulamento Geral e inserção de dois novos artigos (156-B e 156-C), que entende que será admitido o registro de chapas que atendam ao mínimo de 30% de cargos de Conselhos e Diretorias formado por mulheres”.

Durante seu discurso, ela pronunciou conselhos aos novos advogados e advogadas. “Paciência para ouvir, ser diligente, prometa dedicação, empenho e estudo, por uma grande ou pequena causa, dedique-se com o mesmo empenho. Isso trará confiança, credibilidade, reputação e consequentemente sucesso. O terceiro conselho é seja corajoso. Muitos percalços encontraremos no advogar, lembre-se: não há hierarquia, não seja, subserviente, nem arrogante. O último conselho, que não percamos a capacidade de indignação com as injustiças, com a justiça tardia ou com a hipocrisia generalizada”.

Ela concluiu citando Rui Barbosa: “A injustiça, por ínfima que seja a criatura vitimada, revolta-me, transmuda-me, incendeia-me, roubando-me a tranquilidade e a estima pela vida”. E frisou: “Então, que todos nós, advogados e advogadas, sigamos nesse advogar que não é fácil, mas é extremamente gratificante”.

O termo de compromisso foi lido pela Advogada Jamile de Albuquerque e Caroline Eweling de Oliveira fez o discurso em nome da turma. “Para muito de nós esse momento é a realização de um sonho. Para outros, é a conquista de uma vitória que ultrapassou muitos obstáculos. Oficialmente ingressamos como membros no quadro de advogados inscritos na Ordem, entidade de fortalecimento da democracia brasileira. [...] Doutores, advogar nos dias atuais é muito mais que querer, é persistência, é vocação. O caminho é árduo, é árido, iniciar é sempre o passo mais difícil em tudo, sair da inércia, mas lembre-se que acima de todas as dificuldades, o caminho é virtuoso. Lutemos para que todos sejam ouvidos e devidamente julgados, que haja segurança jurídica. Semeiem liberdade, igualdade, lutem pela democracia, honrem a Ordem. A partir de hoje, somos indispensáveis à administração da justiça e a sociedade”.

 

 

O Presidente da OAB/MS, Mansour Elias Karmouche enalteceu em seu discurso o papel do advogado enquanto defensor da sociedade e do estado democrático de direito em um momento conturbado no cenário nacional. “A partir de hoje, vocês não serão mero advogados, mas porta-vozes da sociedade brasileira. Nossa instituição foi criada em 1843 no Brasil e entrou em atividade em 1930 como Ordem dos Advogados do Brasil. De lá para cá, participou dos momentos mais importantes da sociedade brasileira, desde o processo de redemocratização, sempre apoiando a sociedade em justas causas. [...] Esse é um trabalho árduo, num terreno árido, mas nada nos deixa esmorecer para continuar esse trabalho. Vocês são a fonte da nossa inspiração. Hoje vocês somam a uma força de trabalho de mais de 16 mil profissionais”.

Mansour também comentou sobre o incêndio ocorrido do Museu Nacional do Rio de Janeiro. “Nesse fim de semana, perdemos histórias de milhares e milhares de anos em decorrência do descaso que as nossas autoridades têm, não só com o patrimônio do Brasil, como da humanidade. Tudo em decorrência de um processo de corrupção extrema, desvios de agentes públicos ocorridos ao longo dos últimos anos e hoje sistematizados em todos os âmbitos da administração pública. Mas, nós temos que ter esperança. Nós, advogados e advogadas, somos pilares da democracia. Esse é o nosso papel. Somos profissão, em pé de igualdade, que faz com que a justiça seja feita. A Justiça depende de todos autores para reverberar para a sociedade todos os anseios que as pessoas depositam numa sociedade mais justa e fraterna”.

Sobre as vitórias dos últimos dias, ele citou: “Ontem, nós aprovamos a participação obrigatória das mulheres dentro do sistema OAB, um sistema que traz mais justiça. Decisão essa tomada por uma maioria de homens. A quebra da cláusula de barreiras também foi aprovada no Colégio de Presidentes semana passada, para ingresso de Conselheiros e Diretoria. Um grande avanço que vai fazer com que seja feita uma renovação na nossa instituição”, frisou Mansour.  

E complementou: “Nós conseguimos aprovar também esse ano projeto que criminaliza a violação das prerrogativas, que agora tramita na Câmara. Não se combate a corrupção violando as leis ou cometendo abusos. O combate à corrupção deve ser feito dentro da lei. A partir de hoje, vocês terão um conjunto de instrumentos denominado prerrogativas, instrumentos da sociedade para que o estado democrático de direito prevaleça. As prerrogativas são instrumentos para o exercício da cidadania e do estado democrático de direito”.  

Dando as boas-vindas, Mansour concluiu suas palavras com um discurso de esperança aos novos advogados. “Vocês, a partir de hoje, que estão ingressando nos nossos quadros, terão oportunidade de mostrar seu trabalho e assim serem reconhecidos pela sociedade. Essa casa passa a ser, a partir de hoje, a Casa de vocês, não apenas a Casa da Cidadania, mas a Casa da Advocacia. É muito importante a presença de vocês aqui dentro. É através dessas ideias, de todos, que nós podemos, inclusive, fazer uma revolução, para a advocacia, não só de Mato Grosso do Sul, mas do Brasil inteiro. Espero que vocês tenham uma brilhante carreira, de sucesso. Saibam que toda profissão tem um tempo de maturação. Nada se consegue da noite para o dia. Sejam muito bem-vindos, filhos da Ordem”.

Também participaram da mesa diretiva da solenidade de entrega de carteira o Vice-Presidente da OAB/MS, Gervásio Alves de Oliveira; o Secretário-Geral Marco Rocha, as Conselheiras Estaduais Eclair Nantes, Eliane Potrich e Maria Carolina Carloto. 

 

 

 

 

OUTRAS NOTÍCIAS
MÍDIAS SOCIAIS