Notícias

Homenagem Póstuma: OAB/MS concede moções a Roberto Moaccar Orro e Onevan José de Matos

Data:

A Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Mato Grosso do Sul (OAB/MS), reunida, nesta sexta-feira (11), em Conselho Estadual, realizou moções póstumas aos Advogados e ex-Deputados Roberto Moaccar Orro e Onevan José de Matos. As homenagens foram marcadas por emoções aos defensores da sociedade, que faleceram em novembro deste ano.

Roberto Moaccar Orro

O Presidente da OAB/MS Mansour Elias Karmouche abriu a sessão solene falando sobre a importância do reconhecimento a historia de Roberto Moaccar Orro. “Família de origem árabe, também libanesa, ele foi um espelho para a advocacia e política sul-mato-grossense e brasileira. É uma singela homenagem a esse homem que respeitava o próximo. Atuou firmemente na época da repressão da Ditadura Militar. Conhecer a história do Doutor Roberto Orro é conhecer a história da defesa, do enfrentamento e contra a tirania. Seu legado nos enche de orgulho”.

Um dos nomes mais conhecidos da política sul-mato-grossense, Roberto Orro fez parte da primeira Assembleia Constituinte do então recém-criado Estado de Mato Grosso do Sul, em 1979. Em sua fala, o Orador, Conselheiro Gustavo Antônio Sanches Pellicioni prestou homenagem ao colega que muito trabalhou por Aquidauana e Mato Grosso do Sul. “Desde o início de sua carreira, atuou de forma brilhante e profícua na busca de justiça não só aos seus clientes, mas a todos da comunidade. Teve uma carreira política brilhante, contribuindo sobremaneira não só para a criação do Estado de Mato Grosso do Sul, mas para o seu desenvolvimento”.

Pellicioni lembrou de sua atuação pelos movimentos sociais, em “promover o debate de ideias, sobretudo para assuntos ligados ao meio ambiente. Visionário por essência, sempre buscou o progresso para sua cidade e Estado, buscando ainda a igualdade e equilíbrio nas relações humanas, se mostrando um defensor das minorias. Amigo, companheiro, prestativo, sempre disposto a ajudar a todos indistintamente, ainda que em simples gestos e singelas palavras de conforto ou encorajamento, nunca deixou de prestar amparo a quem quer que seja”.

O Conselheiro finalizou com as palavras do Professor Miguel Reale ao discorrer sobre a morte e o amor: “Nada na vida é tão certo quanto à morte, sem esta a vida não teria significado algum. O amor faz perdurar a imagem ou a figura de quem cerrou os olhos para sempre.”

Roberto Orro faleceu no dia 23 de novembro deste ano, aos 83 anos, deixando a esposa Yonne Ribeiro Orro, as filhas Nilza, Izabel e o filho Felipe Orro, também Deputado Estadual, que agradeceu as palavras. “Me sinto muito honrado de receber essa homenagem da OAB/MS em nome de meu pai, que tinha a carteira número 420, do Mato Grosso uno. Quando começou a advogar, advogou mais na área civil, fez muito júri, transitava ainda em estradas de terras, o que permitiu conhecer muitas pessoas em Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, caminhar na advocacia e na política. Nós tivemos um grande exemplo com meu pai. Fez uma carreira política com ética, honestidade e na luta pela democracia. Meu muito obrigado”.

Onevan José de Matos

Mansour Karmouche prestou a primeira homenagem ao Advogado e Deputado Estadual Onevan José de Matos, falecido no último dia 13 de novembro, aos 77 anos. “Ele deixou um grande legado a advocacia e política sul-mato-grossense. Meu profundo respeito aos seus familiares. Uma pessoa de muita luta e enfrentamento, que também defendeu causas importantes à sociedade”.

O Advogado, Assessor e amigo de Onevan, Fernando Ortega realizou a moção ao Advogado e Deputado Estadual Onevan José de Matos.  “O exercício da advocacia fez de Onevan não só uma referência profissional, mas uma grande liderança, pois naquela época estava sendo vivenciada a reabertura, a anistia e, na parte sul do Estado, o movimento divisionista crescia e encorpava a vontade da criação da nova unidade da federação”. Mineiro, da cidade de Frutal, ele se mudou para Naviraí, então no Mato Grosso uno, em 1975, mesmo ano que pegou a carteira da OAB 1.500.

Com orgulho, ele lembrou que Doutor Onevan foi o autor das leis que emanciparam outros municípios, como Itaquiraí, Coronel Sapucaia, Juti e Paranhos, bem como de inúmeras leis que trouxeram conquistas à população sul-mato-grossense.

Nos últimos anos de trabalho, Ortega se recordou que Onevan “lembrava com saudosismo e ternura das diversas vezes em que teve que sair de Naviraí rumo a Cuiabá para impetrar um habeas corpus, levar memoriais ou fazer sustentação oral na sede do Tribunal de Justiça do Estado”.

“De Onevan de Matos guardarei no coração o seu nome, a sua honra, o seu trabalho e a certeza de que legados existem para serem respeitados e honrados”, finalizou fazendo referência à filha de Onevan, Rhaiza Matos, que assumiu a candidatura após a morte do pai. Aos 33 anos, a dentista foi a mais jovem eleita para comandar a Prefeitura de Naviraí.

 

Texto: Catarine Sturza / Fotos: Gerson Walber