Notícias

Caravana das Prerrogativas: Diretoria ouve advocacia da Subseção Rio Brilhante e Nova Alvorada

Data:

A Diretoria da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Mato Grosso do Sul (OAB/MS), em mais uma agenda da Caravana das Prerrogativas, ouve nesta quarta-feira (25), a advocacia da 17ª Subseção Rio Brilhante e Nova Alvorada. É a 9ª Subseção visitada.

O Presidente Bitto Pereira destacou a importância da Caravana e de conhecer a realidade de cada Subseção. “Hoje, a OAB/MS completa visita a cerca de 30% de todas as Subseções da OAB/MS do Estado, em um pouco mais de 100 dias de gestão. Não há como representar a advocacia sem ouvir, verdadeiramente, as angústias e os problemas que cada advogado e cada advogada enfrenta em cada localidade desse Estado. Nós viemos aqui ouvir a realidade de Rio Brilhante e Nova Alvorada, cada reivindicação da cidade para que possamos resolver”.

Bitto Pereira presidiu a mesa, composta pelo Secretário-Geral Luiz Rêne G. do Amaral, Secretária-Adjunta Janine Delgado, Diretor-Tesoureiro Fábio Nogueira, Conselheiro Estadual Antônio Teixeira da Luz Ollé, Presidente da Subseção Marcelo de Oliveira Barbosa, Vice-Presidente Reginaldo José dos Santos, Secretária-Geral Maria Terezinha Gialdi da Silva, Secretária-Geral Adjunta Fabiana Merlo de Oliveira e Diretor-Tesoureiro Luciano Pereira.

O Presidente da 17ª Subseção Marcelo de Oliveira Barbosa parabenizou a Diretoria e frisou a necessidade da Caravana. “É bom saber que a Diretoria se preocupa com nossas Subseções do interior. Eu desconheço qualquer Caravana das Prerrogativas que tenha passado aqui para ouvir nossa advocacia. É uma oportunidade única para ouvir os problemas com o Judiciário, Polícia, etc. É o momento de fazer valer nossa voz e a nossa força. Quando se fere as prerrogativas da advocacia não prejudica apenas o advogado, mas toda a sociedade”.

Dentre as reivindicações dos advogados e advogadas da Subseção, a quantidade e a morosidade da tramitação de processos na Comarca, falta de juízes, pedido para instalação da 2ª Vara em Nova Alvorada do Sul feito pelo Conselheiro Estadual Antônio da Luz Ollé, dentre outras demandas.

Todas as reivindicações, registradas em ata, serão levadas às autoridades competentes e posteriormente encaminhadas à Subseção.