Notícias

“Fui abençoado em conhecer um advogado que me abriu o caminho de oportunidades”, reconhece Marcello Portocarrero

Data:

Prestes a completar 25 anos de atuação na advocacia, Marcello Augusto Ferreira da Silva Portocarrero dedica a trajetória ao Advogado Severino Alves de Moura. Foi ele quem lhe guiou nos primeiros passos e teve importante participação na construção de sua carreira. 

Graduado na Unoeste, em Presidente Prudente (SP), no ano de 1995, Marcello Portocarrero recebeu a certeira para o exercício da profissão, na Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Mato Grosso do Sul (OAB/MS), no dia 17 de setembro de 1996 e tratou logo de se inserir no mundo jurídico. Foi aí que contou com a ajuda do Advogado Severino. 

“Fui abençoado em conhecer esse amigo, irmão e saudoso mestre. Que abriu as portas do seu escritório para que eu pudesse aprender a advogar e, com isso, ele estava na verdade abrindo um caminho para um mundo novo: cheio de possibilidades e repleto de vida para quem ama o Direito, em especial a Advocacia”, reconhece. 

Marcello Portocarrero nasceu no dia 17 de novembro de 1973, em São Paulo, mas ainda na infância se mudou para o Estado de Mato Grosso do Sul, onde vive até os dias de hoje, em Aquidauana. “Tive uma infância cheia de vida e liberdade, curtindo todas as benesses saudáveis do interior, como casa dos avós, brincadeiras na rua, dia inteiro em pés de frutas e campos de futebol”, recorda. 

O motivo que levou a família de Marcello a mudar de uma cidade grande para a pacata cidade interiorana, ele não sabe explicar. O Advogado avalia que tenha sido coisa do destino e “certamente, um presente”. Afinal, foi por lá que ele conquistou sucesso na profissão e construiu família. “Sou casado com uma mulher encantadora e parceira, a Priscila, e tenho uma linda e abençoada filha, a Marcella. Ainda muito nova, mas aguerrida e espirituosa. Quem sabe, o destino reserva pra ela os mesmos passos que os meus, na advocacia”, espera. 

Marcello contribuiu com a advocacia sul-mato-grossense atuando na OAB/MS como Membro das Comissões de Direitos Humanos e de Educação e chegou a Presidente da Subseção na gestão 2010/2012. Também foi Delegado da Caixa de Assistência dos Advogados (CAAMS). Segundo ele, a carreira foi construída com muito esforço e estudos. “Jamais deixei de aprimorar e atualizar os meu conhecimento, com cursos de Especialização, Doutorado, outra graduação, além de primar pelos estudos na condição de professor de cursos universitários e profissionalizantes. 

Muitas pessoas desde a infância reconhecem sua vocação, mas com Marcello foi diferente. Ele conta que ainda menino se imaginava em diversas profissões. “Sonhei em ser tudo. Advogado, juiz, militar, engenheiro, médico e até astronauta, mas sempre fui muito questionador e comunicativo. Creio que essa característica já me encaminhava para a advocacia”, diz. 

A paixão em defender os interesses sociais e garantir o funcionamento de um Estado Democrático imparcial, garantindo os direitos e garantias fundamentais, surgiu no antigo 2º grau. “Na época fiz o curso de Técnico em Contabilidade e lá descobri minha vocação, em uma matéria chamada Direito Geral. Percebi que poderia fazer algo diferente do que eu tinha de conceito de vida e saciar a sede de conhecimento que eu sempre tive”, compartilha. 

Marcello atua nas áreas de Direito Civil, Trabalhista e Administrativo. Para ele, a construção da carteira de clientes exige responsabilidade e, principalmente, amor à profissão. “Sem amor ao que faz, o advogado não dá um passo sequer em direção ao desenvolvimento e aprimoramento. Ele se cansa no meio do caminho. De fato, já vi vários colegas soçobrarem. A responsabilidade pelos clientes é fator preponderante para ter uma carteira digna e sólida. Afinal, são eles que colocam a vida em suas mãos e farão de você um profissional de respeito e elevo. A recíproca tem que ser verdadeira”, destaca. 

Aos jovens advogados, Marcello aconselha que se entreguem à profissão de corpo e alma. “Nunca desistam. A Advocacia exige muito mais do que ser aprovado no Exame da Ordem, exige que não sejamos voluntariosos e tenhamos em vista todas as necessidades dos clientes, da sociedade e o respeito às crenças e convicções. Buscando o que é realmente justo, para transformar a sociedade”, concluiu. 

‘Compartilhando Conhecimentos’

Marcello Portocarrero foi entrevistado no Projeto ‘Compartilhando Conhecimentos’, desenvolvido pela OAB/MS em 2020, com o objetivo de valorizar esses profissionais que fazem parte da história de nosso Estado.

Já contaram suas histórias Marline Kalache, Salim Moises Sayar, Dinalva Garcia,Rosely Coelho Scandola, Ana Abdo, Alci Araújo, João Glauco Arrais, Aparecidos dos Passos, Belmira Vilhanueva, Osvaldo Feitosa de Lima,Vicente Sarubbi, Jorge Gai , Natalina Luiz de Lima, Ademar Mariani, Milton Melgaref da Costa, Silvia Bontempo, Eduardo Coelho Leal, Juracy Alves Santana, MárioPeron, Felix Balaniuc, Margarida Aidar, Margarida Cavalheiro, Levi Moroz, Adelice Rezende Guimaraes, Vilton Divino Amaral e Maria Alice Leal Fattori.

Texto: Laura Holsback / Foto: Arquivo Pessoal